Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog Nerd

Mais do que Cinema | Música, Livros, Filmes, Séries | Notícias, Críticas

07.09.18

Crítica de Ghoul

Quem tem Netflix sabe o que é andar à procura de algo bom para ver. Foi nessa altura quando me deparei com a série chamada Ghoul: uma série indiana, que, aparentemente, tinha uma classificação muito alta. A série só tem três episódios, mas é com agrado que digo que a vontade é de os ver todos de seguida, como um filme. E, na verdade, podia ser um filme.

 

Ghoul, Crítica

 

A Minha Classificação: 8/10

 

Esta série pode parecer confusa no primeiro episódio, pois, nos explica o mundo no qual os personagens se encontram e também nos conta a história desses personagens, que se vai tornar essencial para o desfecho da série. A série possui uma cinematografia de colocar inveja a Hollywood e uma história cativante, que é complementada com uma banda sonora moderna e eletrizante.

 

O elenco faz bem o seu trabalho, fornecendo-nos personagens credíveis e com fundamento. Mas o destaque é a atriz Radhika Apte, que provou ser capaz de conduzir uma série do início ao fim, transmitindo-nos a evolução do seu personagem.

 

A série é de terror, e digo-vos que é um terror assustador. O argumento é muito misterioso, e, apesar de ser um pouco exagerado na fantasia, consegue prender-nos ao ecrã, mesmo quando não queremos olhar.

 

Recomendo a todos esta série, que está disponível para ver na Netflix. Não se vão arrepender.

 

06.09.18

Crítica de Ocean's 8

Continuando a dar a minha opinião de filmes que já estão disponíveis para ver em Digital, eis que chega a altura de Ocean's 8. Um filme que começou por ser criticado, pois, estava a transformar uma anterior equipa de homens, numa equipa de oito mulheres. Mas, quando as críticas começaram a aparecer, provaram que a equipa de somente mulheres funcionava e que o filme era razoavelmente bom.

 

Ocean's 8, Crítica

 

A Minha Classificação: 7/10

 

Na minha opinião, o filme é melhor que razoável, de facto, gostei bastante. A sua história é original e consegue guardar alguns segredos, mas, se não fosse o calibre de estrelas presentes, ele não teria metade da qualidade que tem. Gary Ross até se mostrou capaz de conduzir um filme de uma franquia já conhecida, e conseguiu, com sucesso, alterar os personagens anteriormente masculinos para femininos.

 

No entanto, o filme peca no argumento, que podia ser melhor. O filme é bom, e dá, sem dúvida, para passar um tempo de qualidade a vê-lo, mas podia ser muito melhor... O plano demora algum tempo a começar a ganhar forma, e acaba por se tornar um pouco “assalto de pequena escala” com o passar do filme. A fasquia podia ser mais elevada.

 

Sandra Bullock provou conseguir liderar o filme, de uma forma que só uma atriz do seu calibre sabe fazer. Já o restante elenco, apesar de necessário para a história, podia ter papéis mais importantes.

 

Recomendo o filme. Apesar de ter potencial para ser algo de mais qualidade, é um filme agradável.

 

05.09.18

Cartaz de Cinema 6 Agosto

Amanhã será um dia recheado de estreias para o nosso país, com umas a destacarem-se mais do que outras. Sim, esta rubrica está de volta e será postada às quartas-feiras, o dia antes das estreias em Portugal. Decidi colocar a classificação do filme, a recomendação do blog e ainda o link para verem o trailer. Boas escolhas!

 

Cartaz, The Nun

 

  • As Tribos de Palos Verdes (62% / trailer)
  • BlacKkKlansman — O Infiltrado (95% / trailer)
  • Joaquim (n/a / trailer)
  • Kin — Arma Letal (33% / trailer)
  • Mile 22 (22% / trailer)
  • Mulher Que Segue à Frente (52% / trailer)
  • Snow — O Espelho da Rainha (n/a / trailer)
  • The Nun — A Freira Maldita (n/a / trailer) - escolha do blog
  • Vazante (87% / trailer)

 

Legenda: nome do filme + (classificação / link do trailer) | Os links são ligações para o YouTube. | Fonte das classificações: Rotten Tomatoes | Fonte do cartaz: Filmspot. | N/A significa que não existe ainda uma classificação para o filme.

 

Façam as vossas escolhas para o final da semana. Qual é o filme que vão ver? Gostaram de algum? Partilhem as vossas opiniões nos comentários. Quero ver se vejo The Nun e recomendo também esse filme, apesar de ainda estar à espera que sejam divulgadas às críticas e classificações para o mesmo. Já filmes a evitar, serão o Kin e o Mile 22.

 

05.09.18

Bilheteira Portugal 30 Ago - 2 Setembro

Esta rubrica, onde analiso semanalmente os resultados da bilheteira do nosso país, passará agora a ser publicado às quartas-feiras, ao invés da anterior terça. Desta forma irá também coincidir com a publicação do cartaz da semana, que será também publicado hoje.

Quero também aproveitar para agradecer à equipa dos Blogs do Sapo, que destacou na tarde de ontem, mais uma crítica minha, a do filme Upgrade. Aviso também que o blog voltou a ter um Meo Kanal, podem aceder aqui.

 

Box Office, The Meg

 

Top 5 de Portugal

Legenda: posição atual + (posição anterior) + nome do filme + (lucro / lucro total) | Valores aproximados.

 

  1. (1) Meg: Tubarão Gigante (207 mil / 778 mil €)
  2. (0) Alpha (111 mil € / estreia)
  3. (2) Hotel Transylvania 3 — Umas Férias Monstruosas (89 mil / 1,921 milhões €)
  4. (0) Papillon (86 mil € / estreia)
  5. (0) O Espião Que Me Tramou (74 mil € / estreia)

 

Top 3 de Hollywood

Legenda: posição atual + (posição anterior) + nome do filme + (lucro total global) | Valores aproximados.

 

  1. (1) Crazy Rich Asians (137 milhões $)
  2. (2) Meg: Tubarão Gigante (468 milhões $)
  3. (4) Missão Impossível — Fallout (649 milhões $)

 

Foram ao cinema ver algum destes filmes? Se sim, qual e o qual a vossa crítica do mesmo? Deixem um comentário com os vossos pensamentos acerca do top desta semana.

 

03.09.18

Crítica de Upgrade

Venho falar de um filme indie que gostei bastante: Upgrade. O filme já está disponível em Digital se vocês quiserem ver, e recomendo mesmo que vejam. Da companhia do James Blum (The Purge, Get Out), chega o segundo filme dirigido por Leigh Whannell. E, sem dúvida, o seu melhor filme.

 

Upgrade, Crítica

 

A Minha Classificação: 9/10

 

Há imenso tempo que eu já não via um filme que fosse mesmo o meu estilo: um filme retrotecnológico, cheio de cenas de ação e um argumento recheado de surpresas. Não conheço muitos trabalhos de Logan Marshall-Green, lembro-me dele vagamente em Prometheus, mas nada mais. Mas, depois deste filme: uau. O seu desempenho é incrível! Aqui, ele interpreta um personagem complicado, com bastantes lutas internas, e ele faz tudo na perfeição.

 

O argumento do filme é muito forte, prendendo-nos ao ecrã do início ao fim. Mas são as cenas de ação que me fizeram mesmo arregalar os olhos perante o que eu estava a ver. Para um filme indie, os efeitos especiais estão de topo, e invejam mesmo muitos filmes de alto orçamento de Hollywood. As cenas estão bem filmadas, com uma cinematografia que não é muito habitual, mas que resultou muito bem. As coreografias das lutas estão tão bem-conseguidas que me fizeram mesmo exclamar de entusiasmo.

 

Eu não consigo recomendar este filme o suficiente, pois, têm mesmo de o ver. No entanto, se não forem fãs destes filmes mais sangrentos e tecnológicos, então não recomendo muito.

 

02.09.18

Crítica de Homem-Formiga e a Vespa

Como o grande fã da Marvel Studios que sou, este era aquele filme que eu tinha de ir arranjar um tempinho para o ir ver. E assim o fiz. Nas minhas férias comprei um bilhete e fui ver a nova entrada da Marvel, que demorou mais de um mês a chegar a Portugal... Homem-Formiga e a Vespa é um filme que gostei bastante, mas o seu sucesso foi declarado como um fracasso.

 

Homem-Formiga e a Vespa, Crítica

 

A Minha Classificação: 8/10

 

O filme demorou imenso tempo a chegar aos cinemas em Portugal, e, pela altura em que chegou, já a sua bilheteira era considerada como um fracasso para a Marvel Studios. Sim, o filme ainda fez bastante dinheiro, mas para o grande estúdio da Marvel, não foi nada. O desinteresse dos fãs por um segundo filme do Homem-Formiga foi visível, mas o filme até é muito bom.

 

Para mim, Homem-Formiga e a Vespa é um filme muito bom. Ainda melhor que o primeiro. Mas este foi um caso em que os trailers arruinaram o filme, pois, todas as cenas de ação estão presentes nos trailers... No entanto, as cenas de ação são boas, apesar de curtas.

 

O argumento deste filme é delicado, divertido e sensível. No entanto, é mais um filme deste verão que se focou muito na história e tinha poucas cenas de ação. O argumento é bom, elevando ainda mais os personagens, mas chegou a ter alturas em que eu quis revirar os olhos... Podia ser muito melhor, mas não foi nada mau. Recomendo.

 

01.09.18

Crítica de Missão Impossível - Fallout

Durante as minhas férias aproveitei para ir ao cinema, e um dos filmes que fui ver foi a nova entrada da franquia do Tom Cruise, Missão Impossível. Eu gosto dos filmes da franquia, mas não é uma saga pela qual eu seja apaixonado. No entanto, os trailers deste filme pareciam ser bons e como vi boas críticas acerca do mesmo, decidi ir vê-lo.

 

Missão Impossível, Fallout, Crítica

 

A Minha Classificação: 8/10

 

Confesso que, sinceramente, esperava mais do filme. Todas as boas críticas que eu tinha lido davam a entender que este era o melhor filme da franquia até agora. Por um lado foi, mas as minhas expetativas estavam muito elevadas. O Tom Cruise já é aquele ator que só consegue interpretar um tipo de papel, e é neste tipo de papel em que ele mais brilha. No entanto, já o vimos tanta vez a fazer o mesmo, que quase todos os seus filmes parecem iguais.

 

O melhor deste filme é Christopher McQuarrie, que escreveu e dirigiu esta entrada da franquia. A sua evolução como diretor, desde o último filme, é notável. A sua cinematografia é dos pontos mais fortes do filme, assim como o fantástico argumento que escreveu. A história do filme é misteriosa, cheia de surpresas - algumas previsíveis, mas outras não. No entanto, julguei que o filme se focou mais história do que na ação. As cenas de luta são as melhores, com coreografias mesmo bem-feitas e realistas. No entanto, quando a escala aumenta, há algumas cenas em que os efeitos especiais deixam a desejar.

 

Henry Cavill e Rebecca Ferguson, foram, para mim, as grandes estrelas deste filme. Com desempenhos incríveis, os dois conseguiram elevar ainda mais a qualidade do filme, chegando mesmo a roubar a minha atenção do Tom Cruise.

 

Concluindo, recomendo o filme. Sobretudo a quem já é fã da franquia. Vão desfrutar de uma boa história e de um bom filme. Mas agora, que podia ser melhor, podia.

 

Sobre

Leandro, Criador

Tenho 22 anos e decidi criar um espaço sobre cinema e muitas outras coisas nerd, com um toque pessoal.


Segue-me

TV Time

Spotify

Blogs do Sapo

Blog Lovin'


E-mail

geral@blognerd.pt

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogs Portugal

MEO Kanal

Canal nº 541775 – Blog Nerd no MEO Kanal